Novas pontes facilitam mobilidade para moradores da Regional Boa Vista   16 outubro 2018

 

Curitibanos que moram nos bairros da Regional Boa Vista deram adeus ao isolamento. Duas pontes de concreto construídas pela Prefeitura de Curitiba, em parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), garantiram a ligação da região com os demais bairros da capital e com a região metropolitana.

 

Estas obras estruturais trouxeram mais qualidade de vida para uma população estimada em 270,5 mil pessoas, segundo dados do Instituto de Pesquisas e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). A regional é formada pelos bairros Boa Vista, Bairro Alto, Bacacheri, Tingui, Atuba, Santa Cândida, São Lourenço, Barreirinha, Pilarzinho, Taboão, Abranches e Cachoeira.

 

"Estamos fazendo obras importantes na cidade e ainda podemos dizer que somos uma Prefeitura em dia. Em dia com os pagamentos dos nossos servidores, dos nossos fornecedores, uma Prefeitura que respeita os contribuintes e que, principalmente, respeita o seu Orçamento", comemorou o prefeito Rafael Greca.

 

Ligação com Colombo

 

Uma dessas pontes de concreto foi erguida sobre o Rio Atuba, na divisa entre Curitiba e Colombo. O trabalho já foi concluído pelas equipes do DER e da Secretaria de Obras Públicas. A ponte tem um vão livre de 15 metros e liga as ruas Sebastião Gonçalves Pinto, em Curitiba, e Valentim Stempinhack e Theodoro Prazmoski, em Colombo.

 

A antiga ponte de madeira que ficava no local foi interditada em julho de 2014 e passou a funcionar somente como passagem para pedestres, pela fragilidade estrutural. Em 2016, porém, um motorista de caminhão não respeitou a interdição e destruiu a ponte ao cair no rio.

 

Mas agora tudo isso ficou no passado. "Isso foi o presente do ano. Com a ponte de concreto, o ganho para a comunidade foi imenso. Os bairros mereciam", resumiu Adriano Ribas, que atende 120 crianças no projeto social Nova Terra, em Colombo, bem perto da ponte.

 

Ponte mais larga

 

No Santa Cândida, na Rua Aleixo Schluga, no cruzamento com as ruas Izidoro Mário Paul e Patativa, sobre o Córrego Jardim Cruzeiro do Sul, a Prefeitura e o DER construíram uma segunda ponte, dessa vez com vão livre de seis metros. Foram usadas 20 vigas pré-moldadas de 4,5 metros cada.

 

A nova estrutura em nada lembra a antiga ponte de madeira, que demandava constante manutenção. Além de solidez e o ganho com a urbanização do local, a nova ponte é mais larga, tem dez metros de largura e sete metros de extensão. E há uma passagem de pedestres em cada um dos lados, dando mais segurança para todos que transitam por ali.

 

Os moradores aprovaram a obra. "Ficou acima do esperado. A ponte de madeira era bem simples e esta é uma ligação importante. Aqui passam muitos caminhões", avaliou o comerciante Juarez Moreira dos Santos trabalha na Rua Aleixo Schluga.

 

Leia a notícia completa em MAIS...