Lei de Outorga garante R$ 8,87 milhões à habitação de interesse social  21 de Setembro de 2021 

 

As novas regras de potencial construtivo adicional, definidas pela Lei de Outorga de Curitiba (Lei Nº 15.661, de 3 de julho de 2020), garantiram neste ano R$ 8,87 milhões à Companhia de Habitação Popular de Curitiba para investimento exclusivo em habitação de interesse social.

 

O montante é R$ 1,6 milhão a mais do que o total arrecadado para este fim na gestão da Prefeitura de 2013 a 2016. No período de quatro anos, a administração anterior a do prefeito Rafael Greca havia recolhido R$ 7,27 milhões com a venda de potencial construtivo voltada ao fundo habitacional.

Leia mais...