Cooperação técnica com Japão vai contribuir com projeto de macrodrenagem no Bairro Novo do Caximba  16 de Março de 2022

             Embaixador japonês visitou o Ippuc para iniciar as trocas do acordo firmado no mês passado.

 

A expertise e o conhecimento técnico japonês farão parte dos projetos de macrodrenagem do Bairro Novo do Caximba. Esse foi o tema da reunião do embaixador do Japão, Teiji Hayashi, em visita ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) acompanhado do cônsul geral, Keiji Hamada, e comitiva nesta quarta-feira (16/3). O encontro faz parte da série de reuniões que correspondem ao trabalho de cooperação para projetos estratégicos entre o Instituto e a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA).

“Temos um histórico de 15 anos de parceria com a JICA e o projeto do Caximba nos trás a oportunidade de trocar expertise para a execução da macrodrenagem que será desenvolvido no projeto”, explica o  presidente do Ippuc, Luiz Fernando Jamur.

Além de fortalecer as relações entre a JICA e o Ippuc, a vinda do embaixador e do cônsul geral do Japão, é uma oportunidade de conhecer as instalações do Instituto e alguns dos principais projetos e temas que podem ser melhor debatidos entre os dois anos de trabalho previstos para a cooperação.

“Dentro da JICA existe uma área destinada a prevenção de desastres naturais, portanto, é um tema que podemos colaborar. A embaixada está disposta a trabalhar com o Ippuc. A longa história de trabalho entre a JICA e o Ippuc é sinal de satisfação e resultados promissores”, comemorou Hayashi.

Acompanharam a reunião a diretora de Informações do Ippuc, Liana Valicelli; a coordenadora de Relações Externas (Arex) do Instituto, Rosana Amélia Poop; o assessor da presidência do Ippuc, arquiteto Ricardo Bindo. Além do deputado federal, Luiz Nishimori; o secretário Yasunori Mori e o  vice-cônsul Sotaro Higari.

 

Sobre a cooperação

 

Ao longo de dois anos, a partir da data de formalização ocorrida em 25 de fevereiro de 2022, a cooperação prevê seis missões para capacitação técnica. Serão selecionados técnicos da prefeitura de Curitiba para que realizem duas missões ao Japão.

E estão programadas quatro visitas de técnicos do Japão ao Ippuc. Além da prevenção de desastres naturais, as boas práticas que envolvem o envelhecimento da população serão comtempladas no programa de trabalho. O conceito de Smarty City é considerado em todo o processo do intercâmbio técnico, que visa compreender os exemplos bem sucedidos de ambas as partes a respeito dos aspectos tecnológicos e todos os desdobramentos que configuram uma cidade inteligente. Ao final do período, além da capacitação técnica, haverá a formulação de políticas públicas inovadoras e o desenvolvimento de projetos orientados à sustentabilidade urbana.