banner

01  

02

Dia 02 de Abril - A Prefeitura de Curitiba está viabilizando um financiamento externo de R$ 507 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para investimentos em reestruturação viária e em um novo modelo de estações, climatizadas e autossustentáveis. As ações são parte de um grande conjunto de intervenções para a evolução da Rede Integrada de Transporte (RIT). O prefeito Rafael Greca seguiu no fim da tarde desta terça-feira (2/4) a Brasília, acompanhado de equipe técnica, para tratar dos projetos e do processo de financiamento.

 

O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) já cadastrou carta-consulta junto ao governo federal com vistas à viabilização dos recursos junto ao BID. Este é o primeiro passo dentro do processo de busca do financiamento. Do total a ser investido no projeto, R$ 405,8 milhões são provenientes do financiamento do BID e R$ 101,4 milhões de contrapartida do município.

 

Para a evolução da RIT estão previstas a construção e reconstrução de terminais de integração, a requalificação de 70 quilômetros de vias, implantação de 30 quilômetros de novas faixas exclusivas aos ônibus, binários de tráfego, além de viadutos e ponte num itinerário por onde passam as linhas que mais transportam passageiros na cidade. Leia a notícia completa em MAIS...


03  

04

Dia 03 de Abril - A Câmara Municipal de Curitiba promoveu, nesta quarta-feira, a primeira audiência pública sobre o projeto de lei de zoneamento de Curitiba (PL 005.00105.2018).  Aberta à comunidade, a reunião teve a participação dos integrantes da equipe técnica da Prefeitura responsável pela elaboração da proposta enviada ao Legislativo, de representantes do G10, que integra os setores do comércio, indústria e construção civil, entre outras lideranças.

 

"O zoneamento da cidade é o direcionamento do que a comunidade quer para a cidade nos próximos 10 anos. A proposta já foi concebida pelos técnicos da Prefeitura e do Ippuc, discutida com a sociedade organizada e nas regionais e agora vem para a Câmara. Vamos novamente ouvir a todos para construir o melhor zoneamento para a cidade", afirmou o presidente da Câmara, o vereador Sabino Picolo. A expectativa do presidente da Câmara é que a votação possa ser feita ainda neste primeiro semestre. "Antes de tramitar em todas as comissões, é necessária a discussão pública. Já ouvi reivindicações de lideranças do G10 e da comunidade e há consenso em cerca de 97% das reivindicações em torno da lei", observou. Leia a notícia completa em MAIS...

 

05  

06

Dia 04 de Abril - Moradores da Vila 29 de Outubro, no Caximba, conheceram na noite desta quarta-feira detalhes da intervenção da Prefeitura que vai transformar a realidade local. Foram apresentadas à comunidade as etapas que compõe o projeto Bairro Novo da Caximba.

 

Cerca de 350 pessoas participaram da reunião, que aconteceu no salão da Igreja São João Batista. O encontro foi coordenado pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), com participação da Administração Regional do Tatuquara e da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab). Ao final da apresentação, a população teve a oportunidade de tirar dúvidas com técnicos do Ippuc e da Cohab.

 

As reuniões para apresentação do projeto serão realizadas semanalmente até que todas as famílias beneficiadas sejam informadas a respeito da intervenção. O projeto envolve a construção de novas moradias para reassentamento de 1.147 famílias, a implantação de um dique para contenção de cheias, infraestrutura viária, urbanização e um parque linear às margens do Rio Barigui. Leia a notícia completa em MAIS...

 

 

Dia 04 de Abril - O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC) recebeu a visita de Jerom Theunisse, da Vanderbilt University de Nova Iorque (EUA), que esteve em Curitiba para conhecer os atuais projetos urbanos da cidade. A visita foi intermediada pela Coordenação de Relações Externas do IPPUC.

 

 

07  

08

09  

Dia 05 de Abril - O Plano de Estrutura Cicloviária, apresentado na 51ª reunião ordinária do Conselho da Cidade (Concitiba), nesta quinta-feira, na sede do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), receberá contribuições da sociedade organizada. A proposta será discutida em detalhes na Câmara Temática de Mobilidade do Conselho em reunião a ser agendada.

 

"O Plano Cicloviário está inserido como plano estratégico no Plano Diretor de Curitiba e no Plano Setorial de Mobilidade", destacou o coordenador do Plano Cicloviário, arquiteto Antonio Pedro Taboada, durante a apresentação ao Concitiba.

Segundo Taboada, a estruturação cicloviária proposta para a cidade leva em conta o que prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e a Lei Federal de Mobilidade Urbana, entre outros instrumentos que regulam os deslocamentos por bicicleta nas cidades.

 

"O plano segue uma lógica que passa pelo inventário da infraestrutura existente e o diagnóstico da condição de pavimentação e sinalização. É o primeiro passo para se ter uma estrutura cicloviária bem definida na cidade adequada aos padrões necessários", disse.

 

O projeto foi elogiado por cicloativistas e pelos conselheiros presentes à reunião.  Fernando Rosenbaum, da Associação de Ciclistas do Alto Iguaçu (Cicloiguacu), agradeceu ao Ippuc pelo plano e ofereceu contribuições. "Foi o melhor plano que tivemos até agora. Está bem levantado. Mas há pontos que podem ser melhorados", observou.

 

Leia a notícia completa em MAIS...


10  

11

Dia 12 de Abril - O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) está investindo na tecnologia BIM (Building Information Modelling) para aprimorar o trabalho e atender à legislação federal que determina a aplicação desta tecnologia na estruturação dos projetos no setor público. A atualização dos processos está prevista no decreto federal 9.377/2018, que institui a Estratégia Nacional de Disseminação do Building Information Modelling (BIM).

 

O BIM é um sistema integrado de informações de projetos, execução, monitoramento, fiscalização e manutenção de obras. Pelo processo colaborativo e de alta tecnologia do BIM é possível gerar modelos digitais com altos níveis de detalhamento, garantindo a qualidade dos projetos e obras, economia e agilidade nos processos.

 

Neste primeiro momento, o investimento em BIM pela Prefeitura é de R$ 511 mil dentro do Programa BID Pró-Cidades, financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e contrapartida do município. Os recursos foram aplicados em equipamentos, softwares e no treinamento do corpo técnico de engenheiros e arquitetos da municipalidade para utilizar a plataforma.

 

No Ippuc, a organização deste processo é de responsabilidade das supervisões de Implantação e Informações. "Estamos iniciando a capacitação da segunda turma de técnicos e trabalhando em cooperação com o governo do Estado, pioneiro no uso da tecnologia BIM", explica o supervisor de Implantação, Sérgio Matheus Rizzardo.

 

Segundo ele, na Prefeitura a plataforma BIM deverá ser estendida também às secretarias municipais de Obras Públicas, do Urbanismo e do Meio Ambiente para possibilitar a integração dos processos de orçamentos, obras e projetos municipais. Leia a notícia completa em MAIS...

 

12  

13

Dia 12 de Abril - A Prefeitura de Curitiba e a Caixa Econômica Federal estão trabalhando em conjunto para ampliar o atendimento à demanda por habitação de interesse social na cidade. A possibilidade da utilização de unidades ociosas de projetos habitacionais já implantados, como o Minha Casa Minha Vida, para o atendimento à fila da Cohab foi tratada em reunião nesta sexta-feira, no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), por técnicos da municipalidade e o comando do banco na cidade e na esfera federal.

 

Estiveram reunidos o diretor-executivo de Habitação da Caixa Econômica em Brasília, Matheus Neves Sinibaldi, e o superintendente regional do banco em Curitiba, Renato Scalabrin, o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur, o presidente da Companhia de Habitação de Curitiba (Cohab-CT), José Lupion Neto, e o superintendente técnico da Secretaria Municipal de Finanças, Breno Pascualote Lemos.

 

Os encaminhamentos fazem parte do desdobramento de reunião do prefeito Rafael Greca, realizada em Brasília no início deste mês, com o presidente da Caixa Econômica Federal.

 

"O que buscamos é verificar a possibilidade da utilização, para atendimento à demanda por moradias, de unidades habitacionais que não estejam cumprindo a sua função social por estarem ociosas ou terem sido abandonadas", explicou Jamur. "A ideia é saber se é possível, dentro do que a lei permite, uma parceria entre o município e a Caixa para a recuperação legal desses imóveis e a sua destinação para atendimento prioritário a mutuários da faixa 1, de mais baixa renda, relocações de famílias de áreas de risco, o atendimento à fila da Cohab ou mesmo para a locação social", completou.

 

Segundo o diretor-executivo de Habitação da Caixa, Matheus Neves Sinibaldi, a agenda do banco em Curitiba está no aprofundamento dos projetos propostos, para estudar a viabilidade de cada um. "Algumas alternativas já existem no portfólio Caixa, outras teremos que achar a solução pontual e regionalizada."

 

De acordo com o presidente da Cohab, há registros na cidade unidades abandonadas de programas habitacionais. "Em um levantamento prévio verificamos que dentre 416 unidades existentes em um conjunto habitacional havia perto de 100 abandodanas, sendo que oficialmente para a Caixa Econômica só existiam oito", disse José Lupion Neto. Leia a notícia completa em MAIS...

 

14  

15

Dia 23 de Abril - Curitiba passou a fazer parte, nesta terça-feira (23/4), do Programa de Cooperação Cidades Inteligentes, com financiamento a fundo perdido da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). No lançamento do programa, no auditório do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), o prefeito em exercício, Eduardo Pimentel, destacou o esforço da gestão do prefeito Rafael Greca em avançar no planejamento com inovação.

 

"A inovação em Curitiba não é futuro, já é o presente. É motivo de orgulho Curitiba ser uma das cidades escolhidas para esta parceria com a Agência Francesa", disse Eduardo Pimentel. O prefeito Rafael Greca gravou um vídeo de boas-vindas aos participantes justificando a ausência no evento.

 

Para o presidente do Ippuc e secretário de Governo, Luiz Fernando Jamur, ao escolher Curitiba entre os municípios contemplados nesta cooperação técnica, a Agência Francesa renova a confiança na cidade. "O prefeito Rafael Greca tem dito sempre que a inovação só faz sentido quando melhora a vida das pessoas. Fazer parte do rol de Cidades Inteligentes fortalece as ações de Curitiba pela inovação e os compromissos da nossa cidade com a agenda global em prol do desenvolvimento sustentável", destacou.

 

A abertura do evento foi coordenada pela assessora na Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, Ana Cristina Wollmann Zornig Jayme. Para ela, a cooperação simboliza o ponto alto de um processo iniciado em 2017. "Solicitamos cooperação técnica para aperfeiçoar ainda mais nossos projetos em Curitiba e a AFD nos deu esta resposta", frisou. Como parte do programa, até esta quarta-feira (24/4) serão feitas reuniões técnicas no Ippuc. Leia MAIS...

 

 

Dia 24 de Abril - O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba recebeu os visitantes Enrique Wolff, Misael Baldivieso, Alejando Osorio Callp, Carlos Enque Doez e Cristina Guerrero, da Empresa Volvo da Colômbia, para uma apresentação acerca dos atuais planos e projetos desenvolvidos na cidade de Curitiba. A visita foi intermediada pela Coordenação de Relações Externas do IPPUC.

 


16  

17

Dias 25 e 26 de Abril - A eletromobilidade será uma das exigências de Curitiba a partir de 2025, com a nova concessão dos serviços do transporte público. "O atual contrato de concessão vence daqui a seis anos. E a eletromobilidade é o caminho para reduzir custos operacionais, melhorar o transporte e adequar a cidade aos compromissos do Acordo de Paris com a redução ainda maior das emissões de CO2", afirmou o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur, ao abrir o workshop Oportunidades de integração da eletromobilidade no transporte urbano de Curitiba.

 

O evento reuniu, nesta quinta-feira (25/4), no auditório do Ippuc, um grupo multidisciplinar com técnicos em transporte do município e do estado, representantes do setor produtivo, da academia e especialistas de organizações não-governamentais vinculadas ao setor. O workshop, que segue até esta sexta-feira (26/4), tem o suporte do PROMOB-e, o projeto de cooperação técnica do Ministério da Economia com o Ministério Alemão de Cooperação Econômica e para Desenvolvimento por intermédio da agência alemã de cooperação GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit GmbH).

 

De acordo com o presidente do Ippuc, os projetos em desenvolvimento pelo instituto, como o da modernização, melhoria operacional e de infraestrutura viária para Linha Inter 2, já contam com a perspectiva de veículos elétricos. Outro cenário, também em fase de encaminhamento, é o da evolução do sistema integrado com os municípios vizinhos a Curitiba.

 

Os cases foram apresentados pelos(as) profissionais: Amanda Ohara, do PROMOB-e / Consultoria GFA da Alemanha; Carmen Araújo, do Conselho Internacional para o Transporte Limpo (International Council on Clean Transportation - ICCT); Virgínia Bergamaschi Tavares, analista de Mobilidade Urbana do WRI Brasil; Ana Cristina Wollmann Zornig Jayme, assessora na Secretaria Municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento; Olga Prestes, coordenadora de Mobilidade e Transporte, na supervisão de Planejamento do Ippuc; e Alyson Prado Wolf, engenheiro mecânico da Urbs.

 

Também participaram do primeiro dia do workshop Oportunidades de integração da eletromobilidade no transporte urbano de Curitiba, Rogério Barbosa, Gerente de Projetos da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD); Zeno Nadal, da Copel Distribuição; Ana Silvia Gomes, da Comec; Glauco Pereira Junior, do Paranacidade; Luis Henrique Novak, da Sanepar; Otávio Derenievicki Filho e João Arthur Mohr, da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) e os professores Keiko Veronica Ono Fonseca e Ricardo Lüders da UTFPR; Roberto Gregório da Silva Jr., da UFPR. Dos técnicos do município estiveram presentes Teresa Fernandes, da Secretaria Municipal de Finanças; Ismael França, da Urbs e Ricardo Bindo, Rosane Valduga, Guacira Civolani, Fernando Chiminski, Fabiano Borba Vianna, Suely Hass, Liana Vallicelli, Fabiano Losso e Oscar Schmeiske, todos do Ippuc. Saiba MAIS...

 

18  

19

Dia 25 de Abril - Moradores que serão beneficiados pelo projeto Bairro Novo da Caximba conheceram, nesta quinta-feira, detalhes do que será a maior intervenção socioambiental da história recente de Curitiba. O prefeito em exercício Eduardo Pimentel comandou a reunião que contou com a participação de cerca de 50 moradores da Vila 29 de Outubro, que fica na região.

 

"Este trabalho será referência para o Brasil em virtude de sua importância e grandeza. A Prefeitura conhece a dura realidade enfrentada pelas famílias e está propondo uma solução que vai transformar o panorama na região. Esta é uma reunião para esclarecimento, então é fundamental que vocês tirem todas as dúvidas", ressaltou Pimentel.

 

O projeto vai beneficiar 1.693 famílias, das quais 1.147 que habitam locais impróprios para moradia receberão novas casas e outras 546 permanecem onde estão e serão beneficiadas com obras de infraestrutura e titulação de seus lotes.

 

As reuniões para apresentação do projeto acontecem semanalmente no Cras Caximba, até que todas as famílias envolvidas sejam informadas a respeito das etapas da intervenção.

 

Participaram do encontro o coordenador de projetos do Ippuc, Mauro Magnabosco, o administrador Regional do Tatuquara, Jadir Silva de Lima, o vereador Rogério Campos e técnicos da Cohab. O Ministério Público esteve representado pelo assessor jurídico Aislan Abdala. Saiba MAIS...

 

Dia 29 de Abril - O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba recebeu os visitantes Daniele Maccarthy, Ruth Huter, Cin R.R. Arez, Maëlle Lucas, Gerurk Ellis, Letícia Dias P. Pires, Júlia Zonella e Thiago Schmitz Fagundes, das instituições PUCPR, UTFPR, Queens University Belfas e Université Rennes 2. Os participantes, vindos do Brasil, França e Irlanda do Norte, puderam assistir a uma apresentação acerca dos atuais planos e projetos desenvolvidos na cidade de Curitiba. A visita foi intermediada pela Coordenação de Relações Externas do IPPUC.